Retrospectiva 2015!

O blog 500livros surgiu, com este nome e esta proposta, em janeiro de 2015.

Gratidão


O seu sucesso se deve a ajuda de vários amigos que curtiram e divulgaram. Muito obrigada!

Para não correr o risco de esquecer alguém, entre tantos, menciono apenas os colegas que fizeram parcerias diretas e colaboraram com textos e projetos.

Gratidão a:

o   Chellot, poetisa e intelectual do Rio de Janeiro, do blog  O Labirinto do Sol e da Lua;

o   Jaci, cientista e blogueira da Alemanha, do blog  Literatura Brasileira. Inclusive, o último post do ano deste blog é uma colaboração nossa. Vale a pena conferir lá.


o   Amanda, intelectual e bibliófila do Pernambuco. Ela agora colabora com blog Hostgeek, conheçam os textos dela lá.;

o   Márcio, poeta e blogueiro do Sergipe. Ele trabalha com o blog Poesia de Ser;

o   João Canda, escritor de Angola;


o   Evan do Carmo, escritor, compositor e intelectual de Brasília.


Leituras de 2015


Melhor Leitura do Ano.
Em 2015, foram lidos 42 livros, até agora. Estou começando a leitura de um livro do escritor moçambicano Mia Couto, talvez eu termine antes da virada do ano.

A melhor leitura de 2015 foi o livro Memórias de Adriano da escritora francesa Marguerite Yourcenar, primeira mulher a entrar na Academia Francesa de Letras.

Entre os livros sobre temas mais técnicos, a grande revelação foram os livros da psicanalista Karen Horney. E também o livro Eichmann em Jerusalém da filósofa Hannah Arendt merece uma menção honrosa.

Muito obrigada a todos que me deram ou me emprestaram livros.

Leituras Marcantes de 2015.


Gratidão a todos que tornaram este blog possível!

Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

A SIMETRIA OCULTA DO AMOR - BERT HELLINGER

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)