Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Eureka! Tive uma ideia!

Imagem
Tive uma ideia! O que é criatividade como desenvolvê-la é um livro de 78 páginas das editoras Paulinas, publicado em 2010. Apesar da simplicidade, ele é um livro adotado por alguns cursos de pós-graduação da Universidade de São Paulo.  Esses cursos visam a desenvolver projetos e soluções inovadoras. Li o livro por causa de recomendações e achei fascinante.
O texto introduz, de maneira muito simples, conceitos importantes para quem quer entender o que é criatividade e como desenvolvê-la no dia. Isso mostra que a autora, doutora em Ciências da Comunicação, possui vasto conhecimento sobre o assunto. Só um mestre consegue explicar de maneira tão simples e com tanta clareza.
O livro começa explanando sobre o que é criatividade, seus principais conceitos e definições.
“Para Sternberg [um grande estudioso do assunto], os povos alemães têm uma visão bastante pragmática da criatividade. Uma ideia é considerada nova se contribui com elementos úteis para a solução de um problema. Conhecimento, exp…

Rubayat de Omar Khayyam

Omar Khayyamfoi um matemático, astrônomo, filósofo e poeta muçulmano. Ele nasceu na cidade de Nishapur no Irã no ano de 1048 e faleceu, na mesma cidade, em 1131. Khayyam significa “o fazedor de tendas”. Omar adotou esse nome em homenagem ao pai, que exercia essa profissão. Omar Khayyam escreveu diversos livros sobre muitos temas científicos e literários. Ele viveu durante um período conturbado da fé islâmica, assim como agora, mas soube equilibrar suas crenças com discernimento e sabedoria.  Khayyam pode ser um exemplo para todos nós.
Seu livro mais conhecido em português é a coletânea poética Rubaiyat. O siteEbooks Brasil disponibiliza gratuitamente um exemplar desse livro para download (se você estiver interessado(a), clique aqui). Rubaiyat é o plural de rubai, em português, quartetos. O livro é uma coleção de quartetos com mensagens profundas para toda vida. Lembra muito os poemas haiku japoneses.
Seguem alguns poemas do Rubaiyat:

1 Nunca murmurei uma prece, nem escondi os meus pecados.

Resiliência!

Imagem
Por favor, assista o vídeo abaixo. Essa espécie de gansos selvagens faz com que seus filhotes pulem do abismo. Os pais esperam por eles lá embaixo.


Isso é resiliência!
 Um conceito que veio da engenharia:
“Propriedade que alguns corpos apresentam de retornar a forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica.”
Por exemplo, um travesseiro. Quando deitamos sobre um travesseiro, deixamos a marca de nossa cabeça nele. Ou seja, deformamos o travesseiro. Alguns minutos depois, a marca da nossa cabeça desaparece. O travesseiro volta a sua forma normal, porque é resiliente. Já, quando amaçamos uma lata de alumínio, ela não retorna a sua forma original facilmente. A latinha possui baixa resiliência.
Na psicologia, o termo resiliência é definido como a capacidade de uma pessoa lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas – choque, estresse, catástrofe, etc – sem entrar em surto psicológico. Igual ao nosso gansinho pulando do abismo.
Recentemen…

Oito Séculos de Delírios Financeiros - Desta vez é diferente!

Imagem
O livro Oito Séculos de DelíriosFinanceiros – Desta vez é diferente dos economistas Carmen M. Reinhart e Kenneth S. Rogoff compilou dados sobre crises financeiras de todos os países do mundo nos últimos 800 anos. O livro tem 457 páginas, das quais 168 (37%) são apêndices e tabelas de dados para quem quiser replicar os resultados.


O livro se divide em seis partes. Na primeira parte, que explana sobre conceitos básicos. Os autores definem crise financeira por duas maneiras:  por meio de limiares quantitativos (isto é, por meio de números, como inflação, choques cambiais e deslastres); e por meio de eventos: crises bancárias, calotes externos e internos.
Os autores também lançam o conceito de crises seriais. Assim como serial killers  são pessoas que constantemente matam, esses países caloteiros seriais (entre eles, todos da América Latina) constantemente entram em crises financeiras e deixam de honrar suas dívidas.
Nós estamos acostumados a pensar que esses caloteiros estão apenas nas e…