Os Melhores Livros de Antoine Saint-Exupéry

Antoine de Saint-Exupéry, autor do livro O Pequeno Príncipe, também escreveu livros adultos, baseados em sua carreira de aviador.

Livro escrito no Marrocos.
Nunca gostei d’O Pequeno Príncipe, mas gostava muito dos livros de aviação. Saint-Exupéry fazia a linha entre a França e o Marrocos. Durante 18 meses, ele foi chefe da base de Tarfaya (Marrocos), onde além de escrever o livro Correio Sul, também negociava o resgate de pilotos sequestrados pelos mouros. Estes lhe deram o apelido de Senhor das Areias. Outro livro dele com o mesmo tema é O Vôo Noturno, escrito um ano mais tarde (1931).  Ambos marcaram minha adolescência cheia de sonhos.

Mais um livro com a
temática aviação.
Saint-Exupéry, aos 43 anos, era o piloto mais velho da sua divisão e sofria de muitas dores devido aos diversos acidentes aeronáuticos. Em 1944, final da Segunda Guerra, seu avião desapareceu. Um avião e um corpo não identificados foram encontrados próximos da rota que ele fazia. Assume-se que era ele. Não se sabe se foi abatido ou se suicidou (fato muito comum entre pilotos da época).

Ele deixou uma obra inacabada belíssima, A Cidadela. Parece-me que ele deixou com um amigo dizendo algo como "Se alguma coisa acontecer comigo, publique este livro.".É uma cidadela imaginária no meio de um deserto. O livro traz uma coletânea discussões filosóficas sobre os mais diversos temas.
Obra inacabada.
Lembro-me de ter colado um trecho do livro na porta do meu quarto. Era algo que dizia que as nossas verdades são como árvores, primeiro são pequenas sementes plantadas na terra e lá permanecem por muito tempo. Mas com germinação invisível do trabalho de cada dia, nossas verdades se tornam árvores frondosas como os cedros do Líbano.

Uma vez uma pessoa da minha família queria me convencer a mudar uma decisão que eu tomara. Ela chegou até o meu quarto, leu a passagem d’A Cidadela na porta e foi embora. Nunca mais tocou nesse assunto. Saint-Exupéry me libertou de uma discussão inútil.


Boa semana! Boa leitura a todos!

Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

A SIMETRIA OCULTA DO AMOR - BERT HELLINGER

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)