O Baile de Máscaras - Rosiska Darcy de Oliveira

 Seguindo o nosso compromisso de divulgar as escritora que são imortais da Academia Brasileira de Letras, o primeiro livro que li foi O Baile de Máscaras de Rosiska Darcy Ribeiro

Rosiska é  a mais recente mulher a entrar para ABL (2013) e O Baile foi o primeiro livro escrito depois do seu ingresso. Trata-se de uma coletânea de crônicas baseadas tanto na vida da autora quanto em fatos relevantes da atualidade, como a preparação do Rio para a Copa, as Olimpíadas, etc.

Rosiska demonstra, com sua escrita, ser muito inteligente e bem informada. Ela me inspirou muito. Quando eu crescer, quero ser uma Rosiska Darcy de Oliveira!

Compartilho com vocês, um trecho do texto A lei não escrita:

A lei Maria da Penha exprime o repúdio de mulheres de todas as classes à barbárie de um mundo anômico e sombrio. Exigiram a proteção do Estado e punição para agressores e assassino, fossem eles maridos, amantes ou namorados eventuais. Supunha-se que a lei teria efeito punitivo e também dissuasório. Anos depois, o país registra uma cifra estarrecedora de uma mulher assassinada a cada duas horas. Que sociedade de orangotangos é essa? Que democracia inconclusa é essa?[...]Assassinos de mulheres não são necessariamente psicopatas. São criminosos que acreditam no bom direito de matar e por isso não se arrependem. Mortas, suas vítimas continuam a ser culpadas. Há países islâmicos em que as impuras são jogadas em um buraco e apedrejadas. Não seria essa a encenação perfeita, a atualidade e materialização de uma lei que, não escrita, ainda vigora, também entre nós, inconsciente e inconfessa?

 Para saber mais sobre o Desafio Mulheres da Academia Brasileira de Letras, seguem os links:

 Desafio Mulheres da Academia Brasileira de Letras
 O Baile de Máscaras - Rosiska Darcy de Oliveira


Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)

Brasilionários: os Poderosos Chefões do Brasil Moderno

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul