5 Melhores Aventuras

1) A Incrível Viagem de Schackleton - Alfred Lansing

 Schackleton é um aventureiro escocês que organiza uma expedição em 1914 para  ser o
primeiro homem atravessar o Pólo Sul.
Logo no início da expedição o navio Endurance fica preso no gelo e se parte. 

 A tripulação fica à deriva acampando em banquisas de gelo no mar de Weddel por anos seguidos. Talvez isso seja spoiler, mas um dos pontos altos da História é quando eles fazem uma tentativa desesperada de atravessar o Estreito de Drake, o lugar mais difícil de se navegar no planeta, com ondas de 30 metros de altura e ventos de 200km/h. 

 O livro é um tratado sobre liderança e uma prova de que nada é impossível e o ser humano sempre pode mais. Não tenho o livro comigo, por isso coloquei a foto de um artigo da revista Época Negócios sobre o livro.


2) Nos Sertões do Araguaia - Hermano Ribeiro da Silva

O livro foi escrito na década de 20, por Hermano Ribeiro da Silva.


 A única coisa que eu sei sobre o autor é que aparentemente ele trabalhava como jornalista e tem um colégio em São Paulo com o nome dele. Hermano organizou uma expedição com alguns amigos, saindo da cidade de São Paulo e subindo de canoa todo o Rio Araguaia. 

 Numa época praticamente sem rádio e sem nenhuma forma de comunicação. O autor tem muito senso de humor em contar todas as peripécias que acontecem na mata durante a viagem. Eles encontram um expedição de ingleses e fazem amizades com várias populações ribeirinhas. 


3) Naufrágios & Comentários - Alvar Antunes Cabeza de Vaca

 Cabeza de Vaca foi um navegador espanhol que em 1500 naufragou próximo à Cuba.

 Ele consegue chegar vivo até a Flórida e caminha durante meses até chegar ao México e ser resgatado. Nesse percurso ele é capturado e escravizado pelos nativos. Não contente com essa aventura, ele é nomeado Governador do Paraguai e navega para a América do Sul. 

  Seu objetivo é liderar uma expedição para  percorrer a pé a estrada longa dos incas, que vai de mais ou menos onde fica Florianópolis hoje até Cuzco no Peru. Sua expedição também sofre muitas peripécias, tanto devido a natureza selvagem quanto a intrigas de seus opositores políticos.  

 Um grande destaque é que ele foi um líder tolerante com as populações indígenas, não as massacrando e procurando integrar espanhóis e índios.




4) Amazônia: A Viagem Quase Impossível - Louise Sutherland



O livro conta a história extraordinária da enfermeira neozelandesa que na década de 70 percorre sozinha toda a Rodovia Transamazônica (recém inaugurada) de bicicleta, sem falar uma única palavra em português. 


 É incrível como ela faz amizades e recebe ajuda das populações locais. O livro faz você acreditar na bondade humana e na força da persistência de novo.


5) Hans Staden: Duas Viagens ao Brasil 


 O livro conta a história do naufrágio do alemão Hans Staden, cidadão de Essen (que em alemão ironicamente significa comida).


  Ele naufragou próximo de Ubatuba nos anos 1500 e foi apanhado por índios canibais. Eu li a história recontada para crianças por Monteiro Lobato. Depois li o original. O livro é acusado de não ser verdadeiro. Verdade ou não, a história é muito boa. 

 Acredito que ela teve um forte impacto na escola modernista. O próprio título Antropofagia  da pintura de Tarsila do Amaral  retoma ao canibalismo, provavelmente uma referência ao livro de Hans Staden.

Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

A SIMETRIA OCULTA DO AMOR - BERT HELLINGER

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)