LEITURA OBRIGATÓRIA PARA AMANTES DA ITÁLIA

Algumas pessoas podem ter uma ideia um pouco equivocada sobre cultura. Elas assumem que cultura envolve a leitura de livros difíceis, que poucas pessoas entendem. Esse não é o caso. Embora exista, de certa forma, uma maturidade de leitores... Às vezes, não estamos preparados para algumas leituras. Na maioria dos casos, somos nós mesmos que criamos barreiras e julgamentos, dizendo que o nós lemos não é “cult” e o que os outros leem é.

Por isso, hoje falamos sobre a série de livros infantis Stravaganza. A série era originalmente uma trilogia (Cidade das Máscaras, Cidade das Estrelas e Cidade das Flores), que, devido ao sucesso, mais tarde tornou-se uma série de seis livros. A ideia surgiu de um acidente que a autora sofreu numa gôndola de Veneza. Ela dedicou o primeiro livro a essa cidade italiana. Veneza também é conhecida pelo nome a Cidade das Máscaras. Daí por diante, todos os livros foram dedicados a cidades italianas, respectivamente: Siena (Cidade das Estrelas), Florença (Cidade das Flores), Pádua (Cidade dos Segredos), Ravenna (Cidade dos Navios) e Lucca (Cidade das Espadas).

Capa da edição de 2011 em português.

Lendo um simples livro infantil é possível adquirir muita cultura e abrir os horizontes da mente para novos lugares e realidades. A leitura é rápida e fluída. O gênero é fantasia. No livro Cidade das Máscaras, publicado pela primeira vez em 2002, Lucien, um menino britânico de quinze anos, está fazendo um tratamento contra câncer. Seu pai lhe traz um presente, um caderno italiano. Ele adormece segurando o caderno e é transportado magicamente para a dimensão de Bellezza, uma cidade de Tália. Tália é um  país num universo imaginário onde os irmãos Remo e Rômulo brigaram e Remo saiu vitorioso, fundando Rêmura, ao invés de Roma (ao contrário do que diz a nossa lenda). Bellezza é um equivalente a Veneza no século XVI (1501 a 1600), com pequenas diferenças. É governada por uma Duquezza e Lucien se transforma numa peça chave nas disputas políticas do país. Lucien descobre que ele é um Stravagante e o processo de passar de uma dimensão (Londres real) para outra (a de Bellezza) é a Stravagação.

O QUE SE PODE APRENDER COM ESSA LEITURA?

Conhecimento geográficos, turísticos e culturais: Veneza é uma cidade no nordeste da Itália e capital da região de Veneto. Ela é composta por 117 pequenas ilhas no Mar Adriático, portanto, suas águas são salgadas. O livro trata muito das ilhas de Torcello, Murano, Burano.

Grande Canal de Veneza. Imagem do PixaBay.

Torcello é a ilha mais antigamente povoada. Lá se encontra o Museo Provinciale di Torcello. No livro, o pai de Arianna, outra protagonista, é diretor deste museu. Confira o site do museu, clicando aqui.

Murano é uma composição de sete ilhas ligadas por pontes e separadas por oito canais. Ela é famosa pela fabricação de vidros. Conheça o site do Museu do Vidro de Murano, clicando aqui.

Burano é uma composição de quatro ilhas ligadas por pontes. É conhecida por seus trabalhos de renda fina e por suas casas coloridas. No livro, a avó de Arianna mora na ilha e é uma rendeira.

Outras referências marcantes são o Grande Canal o mais importante de todos os canais. Ele faz uma curva em forma de S percorrendo referências da cidade. Ele termina na Basílica de Santa Maria de la Salutte, próximo à Piazza San Marco. A Praça de São Marco (Piazza de San Marco) é a única praça da cidade e seu principal ponto turístico, também muito citada no livro.

Eventos históricos: No século XVI, a sociedade pode ter mudado tão rapidamente quanto na Revolução Digital dos nossos dias. O livro é uma porta de entrada para se entender essas mudanças sociais, por exemplo, a separação da Igreja Anglicana da Igreja Católica Apostólica Romana. No mundo imaginário de Tália, as igrejas nunca se separaram.

Em Bellezza, a Duquezza ordenou que todas as mulheres solteiras usassem máscaras. No nosso mundo, o uso de máscaras no Carnaval de Veneza surgiu provavelmente no século XVI para que os nobres pudessem se disfarçar e participar da festa.

Máscara do Carnaval Veneziano. Imagem do PixaBay.

Em 1485, o embaixador francês da Veneza real, que era uma cidade Estado independente época, a descreveu nos seguintes termos:

É a mais esplêndida cidade que eu já vi, e tem um governo de si mesma muito sábio.

A  rede comercial e possessões venezianas no Mediterrâneo Oriental.


Além disso, com a leitura de Stravaganza é possível adquirir mais vocabulário e aprender expressões novas. É uma leitura recomendada para jovens e crianças, mas também para adultos que queiram passar um tempo de leitura agradável e para amantes da Itália em geral.

Muito obrigada por acompanharem o nosso trabalho. Por favor, fiquem à vontade para deixar suas críticas, sugestões e ajudarem a compartilhar.


Boa Semana! Boas Leituras!

Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

A SIMETRIA OCULTA DO AMOR - BERT HELLINGER

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)