Recomendação de Leitura para as Férias: Canto Geral de Pablo Neruda

Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto é nome do poeta chileno mundialmente conhecido como Pablo Neruda (1904 – 1973). Ele adotou esse pseudônimo na adolescência e, anos mais tarde, ganhou o direito de usá-lo como nome legal. O sobrenome Neruda foi uma homenagem ao poeta tcheco Jan Neruda, de quem Pablo era grande admirador.

Além de poeta, ele foi também cônsul do Chile na Espanha (1934-1938) e no México, e foi eleito senador em 1945. O poeta era um comunista convicto. Apesar de ser eleito senador, o presidente Gonzalez Videla proibiu a existência do Partido Comunista no Chile, desse modo, Pablo Neruda teve que fugir a pé pelas Cordilheiras dos Andes para não morrer. Nessas circunstâncias, ele compôs a maior parte dos poemas que compõem o livro Canto Geral.

“Pela alta noite, pela vida inteira,
de lágrima a papel, de roupa em roupa,
andei nestes dias angustiados.
Fui o fugitivo da polícia:
na hora de cristal, na mata
de estrelas solitárias,
cruzei cidades, bosques,
chácaras, portos,
da porta de um ser humano ao outro,
da mão de um ser a outro ser, a outro ser.
Grave é a noite, mas o homem
Dispôs seus signos fraternais,
e às cegas por caminhos e sombras
cheguei à porta iluminada, ao pequeno
ponto de estrela que era o meu,
ao fragmento de pão que no bosque os lobos
não haviam devorado."

Capa do livro,  edição de 2011.

Cinco anos depois, em 1950, publicou Canto Geral, em que sua poesia adotou uma intenção social, política e ética. Na sua autobiografia, Confesso que vivi, o poeta se refere ao livro Canto Geral, como “meu livro mais importante”. Em 1971, Pablo Neruda ganhou o Prêmio Nobel porque “sua poesia com ação de um elemento de força traz à vida o destino e os sonhos de todo um continente”. Nota do blog: o continente aqui refere-se à toda América Latina. Em Canto Geral, o poeta se propôs a narrar a História da América Latina em versos.

As críticas...

O livro Guia Politicamente Incorreto da América Latina critica Pablo Neruda porque ele fez poemas louvando Stalin. Como o poeta era comunista, ele, de fato, fez poemas louvando a política de Estado de Stalin. Assim como fez para todos os seus amigos de infância, namoradas, para pessoas anônimas e para os seus inimigos. Um poeta é um artista, como artista, ele não tem obrigação de imparcialidade e de nem estar politicamente correto. As opiniões de Neruda não ofuscam seu talento literário e capacidade extraordinária de uso da língua espanhola. A leitura de Canto Geral se faz praticamente obrigatória para um(a) latino-americano(a).

Os filmes sobre Neruda...

Nos últimos três anos, foram gravados dois filmes chilenos sobre a vida de Pablo Neruda: Neruda – Fugitivo do diretor Manuel Basoalto (sobrinho neto do escritor, lançado em 2014) e Neruda, uma produção multinacional dirigida pelo diretor chileno Pablo Larraín, lançado há três dias nos EUA, favorito ao Oscar 2017 de Melhor Filme Estrangeiro. Assista ao trailer de Neruda – Fugitivo, clicando aqui. Assista o trailer de Neruda (favorito ao Oscar), clicando aqui.

Filme sobre Neruda lançado em 2014.

Os dois filmes são focados exatamente nos mesmos anos e no mesmo período da vida do poeta. O filme Neruda – Fugitivo é muito bom e interessante. É preciso esperar (lançamento previsto para março de 2017) para saber se o filme Neruda superará seu antecessor. Lembrando que o Brasil indicou O Pequeno Segredo para concorrer ao Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2017.

Filme sobre Neruda lançado em 2016.

Porque o Chile é um Brasil que deu certo...

O Chile, terra natal de Pablo Neruda, é um país com uma História muito parecida com a brasileira, porém, ele supera o Brasil em renda, crescimento, escolarização, expectativa de vida, qualidade de vida e saneamento básico. Se você se interessa por política e soluções para a crise brasileira, clique aqui e leia um artigo que explana bem sobre porque o Chile superou o Brasil em tantos aspectos.

Muito obrigada a todos vocês que nos seguem. Por favor, fiquem à vontade para deixar seu comentário, dúvida, crítica ou sugestão. Se você gostou, por favor, curta, compartilhe e/ou curta nossa página no Facebook e ajude a divulgar o nosso trabalho. 

Boas Leituras e Boa Semana!

Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

A SIMETRIA OCULTA DO AMOR - BERT HELLINGER

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)