Quer entender as mulheres? Leia Karen Horney


 Karen Horney (1885 - 1959) foi uma psicanalista alemã que exerceu sua profissão durante a maior parte da sua fase madura nos Estados Unidos.

 Suas teorias questionaram muitas visões freudianas, principalmente as visões sobre sexualidade e as orientações instintivas.

 Ela é considerada fundadora de uma psicologia feminina em resposta a visão de Freud sobre a inveja do pênis. 

 Ela discordou de Freud sobre a existência de diferenças intrínsecas na psicologia feminina e masculina, e ela traçou relações ligando essas diferenças à cultura e à sociedade, mais do que à biologia (nisso ela pode ter sido influenciada pelo sociólogo alemão George Simmel). 

 Por isso, ela é normalmente classificada como Neo-Freudiana.


Lógico que eu não sabia nada disso quando comprei seu livro Psicologia Feminina naquelas maquininhas "Pague quanto puder" na avenida paulista. Paguei R$2,00 e está sendo um dos melhores investimentos da minha vida.

Este livro é uma coleção de artigos e conferências de Karen Horney, organizadas pelo também psicanalista Harold Kelman. 


Os temas abordados abrangem frigidez, fuga de feminilidade, tensão pré-menstrual, conflitos do casamento, conflitos da maternidade, masoquismo, supervalorização do amor e necessidades neuróticas. 

 Estou amando esta leitura. Estou lendo e relendo alguns artigos e pretendo postar mais coisas sobre os temas que mais chamaram a minha atenção.



Comentários

POSTS MAIS LIDOS

Psicologia Feminina: A Necessidade Neurótica de Amor

A Personalidade Neurótica de Nosso Tempo - Karen Horney

Éramos Seis, Irene Ravache, Moçambique e Angola

O Caminho dos Justos – Moshe Chaim Luzzatto

A SIMETRIA OCULTA DO AMOR - BERT HELLINGER

Daniela e os Invasores - Dinah Silveira de Queiroz

"Sei que muitas vezes eu mesmo fui um obstáculo no meu caminho, mas isso acabou"

Diamante banhado em sangue, a história do Estrela do Sul

Como acabei perdendo meu coração - Doris Lessing (Nobel de Literatura em 2007)